domingo, março 23, 2008

Criando a (r)evolução

Essas últimas semanas têm sido de grande crescimento pra mim. É espantoso pensar como a vida pode ser tão facetada e múltipla. Quando se acha que já se aprendeu bastante, que já se viu muito, que já se sabe algo das coisas, surgem inúmeros desafios que nos fazem ver que estamos aqui, definitivamente, para aprender e crescer com esse aprendizado. Nos últimos dias tenho sido bastante desafiado com meu novo trabalho (estou trabalhando agora numa agência de intercâmbio que está abrindo escritório aqui, em Santa Maria, interessados: www.egali.com.br ). Tem sido muito legal, todos os dias, e desafiante também. Estudamos, nos preparamos para tudo e enfrentamos os desafios diversas vezes, mas toda a vez o desafio é novo e nos renova. Isso é aprender; e aprender é viver.
Encontrar pessoas que nos ajudam nesse caminho não é uma tarefa difícil, porque muitas pessoas já têm a consciência de que estão nessa vida para ajudar umas as outras e assim vão vivendo. Agora quando encontramos aquela criatura que não está nem aí para nosso problema, o bicho costuma pegar. Mas é aprendizado, também. De saber manejar, de usar a língua e a comunicação para mudar situações e virar a mesa. Quem consegue fazer seu trabalho com esse jogo de cintura, tem do seu lado a competência de gerir conflitos e isso vem sendo valorizado cada vez mais no mundo da gestão.
Hegel, filósofo alemão, dizia que as sociedades só evoluíam por meio do conflito. Os interesses diversos levavam a tensões que criavam guerras, discórdias e toda sorte de disputas entre poderes diferentes. Não há hegemonia nesse campo, no entanto existe a peculiaridade do conflito para resolver questões e elevar o nível de conhecimento e desenvolvimento a patamares diferentes. Hegel categorizou isso em três conceitos: tese, antítese e síntese. A primeira é uma das partes, a segunda é quem contraria a primeira e a terceira é o resultado da briga. Depois disso a síntese passa a ser tese e o círculo nunca acaba. Evolution, people.Gosto dessa idéia, o conflito desacomoda e muda as coisas. Precisamos sempre de uma pulga atrás da orelha par anos sentirmos vivos, de verdade. O recado que deixo hoje: conflitue, é o melhor caminho para o crescimento, em todos os campos da vida.

7 idéias:

Deka disse...

Isso é uma verdade né Marcelo.Precisamos de conflito e de desafios... Eu estpu vivendo alguns!
Sorte pra ti, espero que tudo dê certo nessa nova empreitada tua.

Anônimo disse...

Concordo contigo querido amigo, sem conflitos não há esperança de renovação, conflitos ou crises diria eu, são necessários para repensarmos os nossos valores,após uma crise ou conflito,como queira, sempre há uma esperança de que o mundo vai ser melhor. Após a revolução da tecnologia o mundo nunca mais foi o mesmo, que bom! tem revoluções e crises que só vem para melhorar nossos dias.Beijão amigo Carmem

Miuxapop disse...

:)
Parabéns pelo blog, Marcelo.
Não podia esperar menos de ti!

Saudade, seu sumido!
:*

Kijar disse...

SECURITY CENTER: See Please Here

Augusto M. Paim, vulgo Augustóteles disse...

Quero mais post! Quero mais post!

Vanessa dos Santos Nogueira disse...

senhor toma conta....

amei esse post... essa frase "conflitue, é o melhor caminho para o crescimento, em todos os campos da vida"
nós faz ver a vida de outra forma...

beijos

Vanessa dos Santos Nogueira disse...

Olá?

Recebi um selo da Campanha da Amizade e posso compartilhá-lo com dez amigos. Escolhi você para ser uma delas. Se quiser pegar o selinho vá até o meu blog.
Lá tem as informações de como proceder.

Beijinhos
Vanessa
http://ciberespaconaescola.blogspot.com/